NOTÍCIAS

Postado em 28 de Novembro de 2018 às 16h25

Connect Women: conhecimento, networking e geração de negócios

  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -

Oportunidades para empreender no mercado internacional, apresentação do ecossistema de inovação do Oeste catarinense, sessão de negócios, painéis e palestras marcaram a programação do Connect Women – 1º Encontro de Mulheres de Negócios do Mercosul. Promovido nessa semana em Chapecó pela Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), com apoio das Associações Comerciais e Industriais de Chapecó e Concórdia, o evento reuniu empreendedores do Brasil, Paraguai e Estados Unidos. A iniciativa teve apoio do Sebrae/SC, Chaminé, Enterprise Europe Network, IBICT e patrocínio da Nutrata, Fornari Indústria, Potenza, BRDE e Empório do Mirtilo.

O coordenador da Divisão de Relações Internacionais do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) e coordenador do Programa Enterprise Europe Network (EEN Brasil), Márcio Canedo, o gestor dos Programas de Internacionalização do Sebrae/SC, Douglas Luiz Três, Carlos Paredes, do Banco Central do Paraguai, e Losivanio Luiz de Lorenzi, presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos, participaram do painel “Eles por Elas – Pelo Olhar Deles, quais as Oportunidades para Elas?”. Eles expuseram oportunidades para a internacionalização de empresas e como entidades como o Sebrae e a plataforma EEN Brasil podem contribuir.

O mediador do painel, vice-presidente de Relações Internacionais da Facisc e diretor de Relações Internacionais e Comex da ACIC de Chapecó e de Concórdia, Milvo Zancanaro, enfatizou que exportar exige planejamento. “As oportunidades existem, mas a empresa precisa se preparar para isso”. Douglas Três assinalou que é necessário respeitar a cultura do outro país e que a exportação é resultado de um trabalho feito com muito esforço. “Tem que ter uma estratégia de negócios e nisso o Sebrae pode auxiliar”.

Para contribuir com o networking e a geração de negócios, foi realizada uma sessão de negócios com mais de 60 pessoas. A sessão é organizada com metodologia própria do Sebrae/SC, na qual os participantes têm a oportunidade de conversar, trocar cartões e outros materiais. Tem como objetivo fomentar negócios, fortalecer a economia e tornar conhecida a comunidade empresarial local e dos países envolvidos. O evento utiliza um sistema que gerencia a apresentação de cada empresa, de modo que todos os participantes se apresentem para todos, sem se repetirem nas mesas, gerando, assim, um dinamismo e otimização na realização da sessão.

A fotógrafa Paula Navarro apresentou o Desbravalley, recente nome dado ao conceito do ecossistema de empreendedorismo, tecnologia e inovação da região Oeste do Estado, visando ser compartilhado por todos que atuam contribuindo para o seu desenvolvimento.

CASES DE SUCESSO

A CEO do Grupo Liberdade Comunicação, escritora e palestrante Noêmia Ana Frazão, de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, falou sobre “Networking: construindo eventos lucrativos”. Ela explanou sobre sua trajetória e como idealizou eventos corporativos e feira de negócios com intercâmbio de países, gerando aumento de oportunidades de comércio exterior. Criadora da Rede Empresarial Amigos e Negócios, ela auxilia no planejamento de grandes eventos. Atualmente, a rede possui em seu cadastro mais de 7 mil empresas. “Os encontros já movimentaram cerca de R$ 31,5 milhões em negócios desde 2012. Em 2017 e 2018 fizemos duas feiras para o público feminino com palestras e rodadas de negócios”, relatou Noêmia.

“Empreendendo com propósito e colhendo resultados” foi tema da palestra da CEO da Papel Sementes, Andréa Cunha de Carvalho. Ela contou como fundou, em 2009, a empresa que produz um papel artesanal, ecológico e reciclado com sementes de flores, hortaliças e temperos durante seu processo de fabricação. “O cliente pode usar o papel de acordo com seu interesse e, após, plantá-lo, gerando vida ao invés de lixo”, frisou.

O objetivo da empresa é desenvolver produtos com responsabilidade socioambiental que incentivem o consumo consciente. Além disso, a Papel Sementes possui um amplo trabalho com a comunidade onde está inserida, em Guaxindiba, São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Um exemplo são os colaboradores: mais de 90% residem no local. A matéria-prima são os resíduos sólidos coletados por cooperativas certificadas de catadores de papel que fazem a separação de lixo das comunidades vizinhas. “Temos que ter consciência que a maneira de fazer negócios está mudando. A Papel Sementes nasceu para ajudar as pessoas. Pretendemos contribuir com a construção de uma sociedade mais justa e consciente de suas reponsabilidades ambientais e sociais. A empresa é certificada pelo Sistema B e se propõe em ser parte da mudança que quer ver no mundo”, enfatizou Andréa.

A coordenadora do Comex da ACIC Concórdia e embaixadora da Rede Mulher na Região Oeste Catarinense, Luciane Fornari, e a sócia e CEO da Idea Lunchbox, Flávia Andrade, explanaram sobre oportunidades de negócios online nos Estados Unidos. A Idea Lunchbox é uma aceleradora de Chicago que visa conectar, fortalecer e expandir a inovação, a colaboração e o empreendedorismo globais. Flávia comentou que os Estados Unidos e a Grã-Bretanha são os países onde se situam as startups de tecnologia mais bem-sucedidas e onde a riqueza gerada pela tecnologia superou a gerada por outros segmentos da economia.

A Idea Lunchbox acelera o ciclo de globalização das startups, criando e proporcionado uma forte rede de apoio nos Estados Unidos, com ampla gama de recursos à disposição. Flávia explicou que a intenção é fortalecer as empresas para serem bem-sucedidas no mercado americano e, por meio dessa oportunidade, transferir riqueza de volta ao país de origem.

A coordenadora do Núcleo de Comércio Exterior e Logística Internacional (Comex) da ACIC Chapecó, Fernanda Colatto Guillen, reforçou que o evento contribuiu com conhecimento, networking e oportunidades de negócios. “Os palestrantes e painelistas evidenciaram a necessidade de ter estratégia e planejamento para a internacionalização e que as oportunidades estão abertas para empresas de todos os portes e segmentos. O evento atingiu seus objetivos de trazer informações e conectar homens e mulheres para a geração de negócios”, concluiu.

Veja também

Bitcoin deve valorizar para US$ 330 mil neste ciclo, diz analista19/06 O grande assunto desta semana é o lançamento oficial da Libra, a moeda digital do Facebook. Bastante aguardado, o projeto de Mark Zuckerberg promete revolucionar não só as criptomoedas mas também os meios de pagamento como um todo. Para Fausto Botelho, analista técnico com mais de 40 anos de mercado e sócio fundador da Enfoque Informações......

Voltar para Notícias