NOTÍCIAS

Postado em 21 de Outubro de 2016 às 07h57

Empresas associadas à ACIC e vencedoras do Excelência SC compartilham experiências

Outros (36)

A Associação Comercial e Industrial de Chapecó promoveu, na última semana, o painel “Trabalho, Gestão e Resultado”, com a participação das cinco empresas associadas que ganharam o Prêmio Excelência SC neste ano: Auto Viação Chapecó, Certa Corretora de Seguros, Infogen Sistemas, Mércur Embalagens e Etiquetas e Nord Electric.
A ACIC incentiva e apoia o Movimento Catarinense pela Excelência (Excelência SC) e sensibiliza as empresas associadas e nucleadas a aderirem ao Modelo de Excelência da Gestão (MEG). Por meio da sua implantação, as organizações conseguem alinhar seus recursos, identificar pontos fortes e oportunidades de melhoria, aprimorar a comunicação, a produtividade e a efetividade de suas ações, além de atingir os objetivos estratégicos. “A representatividade que Chapecó teve nessa premiação, por meio das empresas associadas e nucleadas à ACIC, é o que nos motiva a investirmos nosso tempo enquanto diretores da entidade e a trabalhar em prol do associativismo”, enfatizou o presidente da ACIC, Josias Mascarello.
O vice-presidente Regional Oeste do Excelência SC, Neivor Canton, destacou a parceria com a ACIC. “Iniciamos uma profícua parceria e passamos a fazer parte das preocupações de centenas de empresas que sonham em crescer, mesmo em cenários de economia hostil, que não intimida aos empreendedores de Chapecó e da região. O município fez história em Santa Catarina quando essas cinco empresas, de um total de dez no Estado, receberam o prêmio. Isso não é obra do acaso: o espírito empreendedor que aqui reina fez com que pudéssemos ver o nome de Chapecó elevado com a presença marcante dessas empresas”, realçou.
O painel foi conduzido pelo mediador Marcelo Lula, contou com o apoio da Aurora Alimentos e teve o Excelência SC como parceiro. Marcelo conduziu questionamentos aos empresários, que expuseram os processos de melhorias implantados nas organizações e os resultados obtidos.
Participaram os empresários: da Auto Viação Chapecó, João Carlos Scopel, da Certa Administradora e Corretora de Seguros, Claudio Rotava, da Infogen Sistemas, Ernani Zottis, da Mércur Embalagens e Etiquetas, Márcia Berticelli, e da Nord Electric, Nelson Eiji Akimoto.
MOTIVAÇÃO
O primeiro questionamento feito aos vencedores do Excelência SC foi sobre os motivos que levaram a organização a investir na melhoria da gestão. Para Nelson Akimoto, a gestão é primordial para a sobrevivência de qualquer organização. “A empresa precisa estar sempre atenta para buscar eficiência e ter competitividade. Também é necessário criar herdeiros, uma gestão que cria herdeiros é uma gestão que pensa no futuro”. Márcia Berticelli relatou que a busca pela excelência na gestão iniciou para se antecipar às tendências. “O mercado estava tranquilo, tínhamos uma boa carteira de clientes, mas se continuássemos da mesma maneira com certeza o mercado iria nos engolir”.
Tornar processos mais dinâmicos e eficazes, garantir o alinhamento das metas e objetivos estratégicos da empresa, fazer com que o colaborador se envolva e contribua mais com a empresa, permitir uma visão sistêmica do processo gerencial, segundo Claudio Rotava, foram os motivos que levaram a Certa Corretora de Seguros a iniciar o processo de excelência na gestão.
Para Ernani Zottis, o objetivo foi medir a qualidade dos produtos. “Temos um índice muito alto de retenção de clientes, chegando a quase 100%. Sempre primamos pela qualidade, mas sentimos necessidade de medir o quanto isso é ou não excelente”. João Scopel relatou que a empresa faz mais de 800 viagens por dia em Chapecó e a gestão é fundamental para que o processo aconteça.
TRAJETÓRIA
Sobre a trajetória da empresa até os dias atuais, Márcia Berticelli comenta que o início do processo de melhoria de gestão começou com a participação da empresa no Núcleo das Gráficas da ACIC, em 1998. Em 2007 a empresa participou do programa de gestão de qualidade do Sebrae. “Ficamos um ano com consultoria, foi o primeiro passo, definimos objetivos, visão, missão, valores e onde queríamos chegar. Participamos do MPE, iniciamos a implantação da ISO 9001 e agora o Prêmio Excelência”.
Na Infogen, a implantação do MEG foi em 2008. “Na área de software é muito importante a padronização. Em 2011 fomos desafiados pela ACIC a participar do MPE Brasil, conquistamos em 2011 e em 2014, até chegar ao Excelência, neste ano”, expôs Ernani Zottis.
João Scopel lembrou que a Auto Viação foi fundada em 1992, já com a implantação da administração participativa. “Formamos grupos que dão sugestões, a partir das quais são tomadas as decisões. Desde então, continuamos com os processos de melhoria contínua, sempre com resultados positivos”, disse.
Claudio Rotava mencionou que o processo de evolução acontece desde a fundação da empresa, em 1987. “A trajetória foi marcada pelo alinhamento de todos os processos da empresa e com planejamento estratégico de todos os setores”.
A Nord Electric iniciou implantação do 5S até conquistar o ISO 9000 em 2007. “Ganhamos premiações de sustentabilidade em nível nacional e estadual, fomos reconhecidos ano passado como a melhor indústria de médio porte de SC a recebemos um prêmio de responsabilidade social da Assembleia Legislativa”, proferiu Nelson Akimoto.
EQUIPE
O engajamento da equipe no processo de transformação foi destacado por todos os empresários. “A partir do momento que conquistamos o primeiro prêmio, a equipe se sentiu muito motivada e o processo começou fluir de forma natural”, relatou Ernani Zottis.
Para João Scopel, é imprescindível a direção disseminar os objetivos para os funcionários. “Conforme vamos participando de premiações, a equipe quer sempre mais”, frisou. “Optamos por fazer muita reunião, informar à equipe os objetivos e qual a responsabilidade de cada um para atingir as metas”, disse Márcia Berticelli. Segundo Nelson Akimoto, os colaboradores se engajam quando existe um propósito. “O que contribuiu foi quando comecei a abrir algumas informações que pareciam ser secretas, como números da empresa”. Claudio Rotava avaliou a necessidade de aprender a liderar e a importância de explicar o impacto das mudanças.
AVANÇOS
As práticas de gestão implementadas também foram descritas pelos empresários. João Scopel enfatizou a melhoria na comunicação interna. Para Ernani Zottis, o principal avanço foi aprender a delegar tarefas e confiar nas pessoas. As práticas operacionais e os controles internos, com delegação de tarefas e cobrança por resultados foram destacados por Claudio Rotava. Nelson Akimoto relatou a importância da implantação de indicadores, além da gestão de stakeholders. A participação dos colaboradores no planejamento estratégico e a automatização dos processos foram os avanços citados por Márcia Berticelli.
RESULTADOS
“Os resultados estão sendo exponenciais em todas as áreas da empresa, principalmente no comercial, com aumento do faturamento, e no operacional, com avaliação de performance, padronização de tarefas, redução do tempo nas operações e melhoria do relacionamento interno”, expôs Claudio Rotava. Para Ernani Zottis, os principais resultados são internos, com melhoria da organização, participação da equipe nas decisões da empresa e implantação de alguns programas sociais e ambientais. “O resultado financeiro é consequência. Desde a adoção desse modelo de qualidade estamos crescendo a uma taxa acima de 20% ao ano”, relatou.
Para Márcia Berticelli, o mais significativo foi o aumento da produtividade. Com o mesmo número de funcionários o faturamento triplicou nos últimos cinco anos. A facilidade para mudanças foi o resultado destacado por Nelson Akimoto. “Inovação é essencial em toda empresa. A Nord é focada na ecoeficiência do prédio, aplicamos várias tecnologias e delas surgiram três novos negócios”, exemplificou. Para João Scopel, o comprometimento dos colaboradores foi um resultado importante. “Como somos prestadores de serviços precisamos ser sempre eficientes”, frisou.
INVESTIMENTO X BENEFÍCIOS
A relação entre o investimento e os benefícios alcançados foi compensador para Márcia Berticelli. “Investimos em novos equipamentos, novos produtos e conseguimos abrir um mercado muito maior. O que mais sentimos dificuldade foi o pouco tempo para desempenhar tantas tarefas”.
Nelson Akimoto avaliou que o investimento é baixo e isso se deve ao trabalho voluntário do Excelência SC. “O consultor faz uma análise da empresa e entrega um relatório riquíssimo de oportunidades de melhorias. O maior investimento é o tempo, que é uma questão de definir prioridades”.
Claudio Rotava destacou o reconhecimento do trabalho pelos clientes, funcionários e direção da empresa. Para Ernani Zottis, o objetivo de medir a qualidade foi alcançado e o maior benefício foi a motivação da equipe. João Scopel destacou a maior facilidade e tranquilidade em administrar a empresa com o engajamento e responsabilidade dos colaboradores.
A diretoria da ACIC está elaborando um calendário de atividades para seus associados, nucleados e interessados com eventos dessa natureza sempre nas segundas-feiras. A agenda será disponibilizada em breve.

Veja também

Nota Pública - CEC23/02/16 ...

Voltar para Notícias