NOTÍCIAS

Postado em 09 de Agosto de 2013 às 17h04

Bumerangue de Ideias do NJE

O valor está no saber

Bumerangue Brasil no Bumerangue de Ideias. O programa promovido pelo Núcleo do Jovem Empreendedor (NJE) da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) recebeu, nessa semana, o médico veterinário e empresário Gonçalo Gomes Soares Coelho. Sócio responsável pela área de vendas e marketing da Bumerangue Brasil Ltda, Gonçalo acumula experiência profissional de 30 anos. “Me considero uma pessoa estável. Em toda a vida, tive apenas três empregos”. Atuou como músico, assumiu cargos de gestão na Sadia S/A e, hoje, é sócio na empresa Bumerangue que atua na fabricação de esteiras transportadoras plásticas, consultorias e projetos, tendo como área de abrangência toda a América Latina.

Gonçalo dedica as segundas-feiras à noite para o que, segundo ele, é um hobby: a sala de aula. Ele é professor de um curso tecnólogo na Faculdade Senac em Chapecó. A experiência da sala de aula fez com que Gonçalo chegasse à conclusão de que, cada vez mais, os jovens têm menos interesse em aprender. “Infelizmente, as pessoas estão valorizando mais o ter, do que o saber”, lamentou.
Aos jovens que acompanharam a palestra, tanto do NJE quanto dos cursos de Gestão Comercial e de Logística da Unoesc Chapecó, Gonçalo disse que para ter sucesso é preciso se doar para aprender e entender as coisas. “Mais do que o título, o que interessa é o conhecimento, é o que se sabe. Isso faz diferença”.

O Bumerangue de Ideias, coordenado pelos integrantes do NJE Karine Marmitt e Thiago Quevedo, tem como objetivo oportunizar a troca de experiências entre nucleados e profissionais de destaque no meio empresarial. A coordenadora do Núcleo, Rosiclei Voicolesko, diz que, a cada edição, o programa supera as expectativas e os jovens saem motivados para empreender e percebem que alcançar uma carreira de sucesso é possível a partir de dedicação e força de vontade. “É preciso buscar, as coisas não vem de graça”.

O ingresso foi um quilo de alimento não perecível e os donativos arrecadados serão repassados para o Programa Viver que oferece atividades de recreação, esporte, cultura, lazer e cursos profissionalizantes para crianças e adolescentes em risco social. O projeto é desenvolvido no bairro Santo Antonio, em Chapecó.

Veja também

FIESC/SESI e ACIC apresentam Fundo Social para empresários de Chapecó17/04Município tem potencial para investir R$ 20 milhões em leis de incentivo fiscal Um mapeamento realizado pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) mostra que em Chapecó existem 70 indústrias do regime tributário de lucro real com possibilidade de fazer uso de incentivo fiscal, totalizando cerca de R$ 20 milhões. Os dados foram expostos nessa terça-feira (17), pela FIESC, por meio do Serviço Social da......
Cobrança e negociação são temas de treinamento realizado pela ACIC20/05/16 Cobrar dívidas por telefone e negociar com inadimplentes não é uma tarefa simples. Pensando em qualificar os profissionais que atuam nos setores financeiro, comercial e administrativo, a Associação Comercial e Industrial......

Voltar para Notícias