NOTÍCIAS

Postado em 25 de Outubro de 2013 às 16h09

Universidades potencializam ações na área de inovação tecnológica

As tendências de mercado e as ações desenvolvidas pelas universidades de Chapecó foram amplamente discutidas, nesta semana, durante o Seminário Regional de Tecnologia e Inovação promovido pela Associação Polo Tecnológico do Oeste (Deatec), em parceria com o Sebrae/SC, Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). O evento integra a programação da Semana da Ciência e Tecnologia Sebrae.

Mediado pelo empresário e ex-presidente da ACATE e ex-secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável de Florianópolis, Rui Gonçalves, o talkshow com representantes de universidades teve como foco discutir as “Ações de cada instituição de ensino para o desenvolvimento de tecnologias e incentivo à inovação”. Participaram a Unoesc, UFFS e Unochapecó.

UNOESC

O coordenador dos cursos de Sistemas de Informação e de Engenharia da Computação da Unoesc, Tiago Zonta, apresentou a estrutura da universidade que tem 45 anos de atuação, conta com 56 cursos de graduação, 99 de pós, quatro mestrados e mais de 20 mil alunos. Entre as ações da instituição, destacou o Núcleo de Inovação Tecnológica da Unoesc, que visa fomentar a inovação e o empreendedorismo inovador, o desenvolvimento do Polo de Inovação Vale do Rio do Peixe (Inovale), a gestão e proteção da propriedade intelectual, além de estreitar o relacionamento entre universidade e empresa.

O Inovale é um polo tecnológico regional desenvolvido pela Unoesc, Governo do Estado de SC, Fapesc, Inova@SC e Prefeitura Municipal de Joaçaba. A iniciativa tem em sua base a reunião de organizações com interesses correlatos que atuam de forma articulada, visando a geração de empreendimentos inovadores, novos produtos, serviços, tecnologias e processos, bem como de práticas inovadoras de maneira disseminada na região. “Os eixos de desenvolvimento do Inovale incluem as áreas de alimentos, engenharia biomédica, florestas renováveis, metal mecânico e energias renováveis”, destacou.

Segundo Zonta, entre os principais objetivos desse polo estão disseminar a cultura empreendedora da liderança e da inovação nas pessoas e organizações, contribuir para empreendimentos inovadores e incentivar a implementação da inovação em empresas estabelecidas. As obras das futuras instalações do Inovale iniciarão em 2014 em um terreno doado pela Unoesc e Prefeitura. O prédio será construído com recursos do Governo do Estado.

UFFS

Em seguida, o professor doutor Denio Duarte apresentou o “Papel da Pesquisa da UFFS no Desenvolvimento Tecnológico”. A universidade tem quase quatro anos de atividades, conta com seis campi, quatro programas de mestrado e possui uma das maiores concentrações de professores doutores/mestres da região. Entre os seus objetivos está o desenvolvimento de programas de doutorado.

Duarte salientou que o curso de computação da universidade formará a primeira turma em 2014 , visando inserir no mercado profissionais pró-ativos, independentes, com base teórica sólida, empreendedores e pesquisadores.

Na visão do professor, o Brasil deve passar de usuário para produtor de tecnologia. “As iniciativas locais geram efeitos globais. O setor de TI representa uma indústria limpa, que emprega profissionais capacitados e aumenta a arrecadação. Além disso, as universidades têm um papel central na geração de ciência e tecnologia, os parques tecnológicos e temáticos conectam universidades e empresas e o governo incentiva por meio de programas como Ciência sem Fronteira, Sinapse, Finep, entre outros”, relatou.

Duarte assinalou ainda que a UFFS busca formar profissionais com fundamentação científica para quebrar paradigmas, prover infraestrutura para fomentar a inovação, propor pesquisas de ponta com apoio de empresas e governo e oferecer programas de pós-graduação stritu sensu.

UNOCHAPECÓ

Também participou do talkshow o vice-reitor de planejamento e desenvolvimento Unochapecó, professor Claudio Alcides Jacoski. Ele destacou a importância do Parque Científico e Tecnológico Chapecó@, lançado no fim do ano passado com a proposta de potencializar o crescimento econômico, interligar a universidade, o poder público e o setor produtivo da região.

Além da Unochapecó, são parceiros do Parque Científico e Tecnológico Chapecó@ a Fundação Universitária de Desenvolvimento do Oeste (Fundeste), Prefeitura de Municipal de Chapecó, Acic, SC@2022, Inova@SC e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável.

O Chapecó@ contempla uma Rede de Inovação que atuará na prestação de diversos serviços, como pesquisas, já que estarão à disposição os laboratórios da Unochapecó, profissionais e professores, além de outros ambientes necessários à pesquisa e desenvolvimento.

A Rede de Inovação também contará com: auditórios e salas de aula para utilização de acordo com a disponibilidade; fomento e articulação entre os agentes do setor produtivo entre si e com as capacidades instaladas de pesquisa, extensão e ensino na universidade; apoio e fomento à captação de recursos públicos e privados necessários ao desenvolvimento das atividades acadêmicas e de novos produtos e processos produtivos; entre outros.

“Estamos nos desafiando para formar uma universidade empreendedora que tenha uma relação próxima com a comunidade e a promoção do desenvolvimento”, concluiu Jacoski.

O Seminário também contou com talkshows com representantes órgãos públicos, iniciativa privada e entidades do terceiro setor, bem como a palestra “Perícia em Crimes Cibernéticos”.

O evento foi promovido pela Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), em parceria com o Sebrae; Unoesc Chapecó, Universidade da Fronteira Sul e Unochapeco. O seminário integra as atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que prosseguem até sexta-feira em Chapecó, com ações do Sebrae. A iniciativa conta com patrocínio do Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (SICOM) e do Núcleo das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (NTIC). São apoiadores do evento Fapesc, Prefeitura e a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC).

Veja também

6º Boi no Rolete garante manutenção do Programa Viver03/09/13 Quem chegou para participar do 6º Boi no Rolete foi recepcionado pelas crianças atendidas pelo Programa Viver Ações Sociais que recitavam versos de poetas brasileiros. Uma forma singela de agradecer as cerca de 1.000 pessoas que colaboraram com o evento promovido pela entidade em parceria com o Núcleo do Jovem Empreendedor (NJE) da Associação Comercial e Industrial de......
Troféu Nelson Gallina14/10/15 Definida data para eleição do Empresário do Ano 2015 A comunidade econômica de Chapecó estará reunida no dia 26 de novembro no salão nobre do Clube Recreativo Chapecoense (CRC), a partir das 20h30, para a......

Voltar para Notícias