NOTÍCIAS

Postado em 11 de Março às 09h00

Santa Catarina segue com saldo positivo nas exportações de carnes

  • ACIC CHAPECÓ -

O balanço das exportações catarinenses de carne suína e de frango segue com resultados positivos em fevereiro. O Estado faturou mais de US$ 206,6 milhões com o embarque de 86,1 mil toneladas de carne de frango e de 27,9 mil toneladas de carne suína – o valor é cerca de 30% superior ao mesmo período de 2018. Sinônimo de qualidade e sanidade agropecuária, Santa Catarina aumenta as vendas para mercados já consolidados e encontra novos destinos para seus produtos.
  “O bom resultado do agronegócio no mês de fevereiro traz um otimismo para o setor, que dá claros sinais de retomada no crescimento. Santa Catarina tem grandes diferenciais competitivos, principalmente, o foco constante na sanidade dos seus rebanhos e o investimento na defesa agropecuária. Esses diferenciais se transformam em mercados, que geram mais renda e movimentam a economia do nosso Estado”, destaca o secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.
Maior produtor nacional de carne suína, Santa Catarina responde por mais da metade das exportações brasileiras do produto nesses dois primeiros meses de 2019. Em fevereiro foram 27,9 mil toneladas embarcadas, uma alta de 9,6% em relação a janeiro e de 40% em relação a fevereiro de 2018. As receitas geradas com as exportações passam de US$ 52,4 milhões.
Dentre os dez principais destinos para carne suína catarinense em fevereiro, chama atenção o crescimento dos embarques para Hong Kong, Cingapura, Uruguai e Angola - todos com aumento acima de 100% em termos de quantidade. O analista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), Alexandre Giehl, ressalta ainda o aumento nas vendas para os Estados Unidos. “Outro dado que merece destaque é o aumento impressionante de 1.415% nos embarques para os Estados Unidos. Vale lembrar que esse é um dos mercados mais exigentes e rigorosos do mundo, principalmente quando se trata de importações de proteínas de origem animal”.
O grande diferencial de Santa Catarina é o controle sanitário e a certificação internacional como área livre de febre aftosa sem vacinação, são esses os requisitos que garantem o acesso aos mercados mais competitivos do mundo.
No acumulado do ano, Santa Catarina já exportou 53,5 mil toneladas de carne suína, 18,9% a mais do que nos dois primeiros meses de 2018, faturando mais de US$ 99,6 milhões. O estado é responsável por 52,5% das exportações brasileiras do produto nesse período.

CARNE DE FRANGO
A carne de frango é o principal item da pauta de exportações de Santa Catarina. Em fevereiro foram mais de 86,1 mil toneladas embarcadas, um aumento de 18,3% em relação a janeiro e de 30% em relação ao mesmo período de 2018. A alta na quantidade se reflete no faturamento que também apresentou crescimento e fechou em US$ 154,2 milhões.

Em fevereiro, Santa Catarina ampliou sua presença nos principais mercados para carne de frango. O Japão, maior comprador, aumentou em 21,7% o valor importado. O mesmo aconteceu com a China, Holanda e Emirados Árabes – todos apresentaram crescimento superior a 30% nas receitas recebidas pelo estado.  Vale a pena observar também a alta nos embarques para Europa, 90% a mais do que em fevereiro de 2018.

No acumulado do ano, Santa Catarina segue com saldo positivo nas exportações de carne de frango. Foram 159 mil toneladas exportadas, 17% a mais do que no mesmo período do ano anterior, e o faturamento fechou em US$ 279,9 milhões, uma alta de 18,4%.
Os números foram divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa).
 

Fonte: Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca

Veja também

Núcleo de Automecânicas da ACIC promove curso para mulheres14/08/18 Quem disse que nível do óleo, calibragem dos pneus, alinhamento das rodas, freios, bateria e filtros não são assuntos para mulheres? Ocupando cada vez mais espaço, elas estão mostrando que são capazes de resolver situações que até pouco tempo estavam sob o domínio exclusivo dos homens. Pensando nisso, o Núcleo de Automecânicas......
“É preciso espantar a onda de pessimismo”13/04/15 Uma visão da atualidade política e econômica brasileira e catarinense e um balanço sobre obras e investimentos públicos pautaram a palestra do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), deputado......

Voltar para Notícias