Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 13 de Abril de 2015 às 15h05

    Modelo de gestão da Associação Chapecoense de Futebol será apresentado no Almoço Empresarial da ACIC

    Não gastar mais do que arrecada. A fórmula da boa saúde financeira da Chapecoense está longe ser um segredo de estado. Na verdade é uma receita simples, porém, um grande desafio dentro do mundo do futebol. Para expor o que vem sendo feito pela diretoria do Clube, a ACIC recebe no dia 23 de abril, a partir do meio dia, o presidente da Associação Chapecoense de Futebol, Sandro Palaoro.
    Na ânsia de bons resultados, muitas vezes, os dirigentes do futebol brasileiro acabam atropelando os orçamentos e deixando o clube no vermelho. O que não acontece no Verdão do oeste catarinense. O crescimento esportivo dos últimos anos cobrou dos gestores também um aperfeiçoamento nos setores administrativos e de finanças do clube. E a Chapecoense fez isso.
    Desde o final da década passada, ainda em meio às negociações e pagamentos das dívidas acumuladas em períodos anteriores, a direção e os colaboradores do clube começaram a traçar o planejamento para os anos vindouros.
    “Planejamos e cumprimos esse planejamento. Todos os setores do clube tem um orçamento mês a mês e seguimos à risca esse controle”, explicou o ex-diretor financeiro e atual diretor administrativo da Chapeconse Décio Burtet.
    No fim de 2014, a Pluri Consultoria divulgou relatórios sobre a evolução, estrutura e saúde financeira dos clubes brasileiros. A Chapecoense esteve entre os primeiros colocados em todos os índices.
    Em 2013, já na série B, o orçamento da Chapecoense fechou na casa dos 13 milhões de reais. Em 2014 subiu para 35 milhões e a estimativa de 2015 é alcançar os 40 milhões.
    O Programa Almoço Empresarial da ACIC conta com apoio do BRDE. O banco vem se consolidando como uma das principais fontes de financiamento da região Sul do Brasil com atuação em quase todos os setores econômicos, financiando empreendimentos de todos os portes.

    *Com informações da Assessoria de Imprensa da ACF (jornalista Cleberson Silva)

     

    CLIQUE AQUI e reserve seu convite.

     

    Veja também

    Pequenas empresas garantem saldo positivo de empregos, mostra Sebrae01/07/19 O saldo positivo na geração de empregos em maio só foi possível por causa do desempenho das micro e pequenas empresas. O setor foi responsável, no mês passado, pela criação de 38 mil postos formais de trabalho (com carteira assinada) no país, enquanto as médias e grandes corporações registraram saldo negativo, demitindo 7,2......
    Junho Vermelho07/07/17 Campanha da ACIC estimula doação de sangue Todos os anos muitas pessoas têm suas vidas salvas graças à doação de sangue. Pensando na importância do doador, a Organização Mundial da......

    Voltar para Notícias