NOTÍCIAS

Postado em 02 de Fevereiro de 2016 às 17h50

ACIC, CDL e SICOM renovam parceria com a Chapecoense para categorias de base

As entidades empresariais de Chapecó, Associação Comercial e Industrial - ACIC, Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó - CDL e o Sindicato do Comércio da Região de Chapecó – SICOM receberam na tarde desta terça (02), o Presidente da Associação Chapecoense de Futebol, Sr. Sandro Luiz Pallaoro, para assinatura da renovação do Convênio de Parceria para o ano de 2016. O repasse financeiro das entidades será destinado a Chapecoense para manutenção e incentivo ao esporte para crianças e adolescentes, sendo aplicado diretamente nas categorias de base do clube. A parceria entre entidades e o clube se fortalece a cada ano, fomentando o esporte e o desenvolvimento de Chapecó e Região, uma vez que a Chapecoense é um dos principais cartões de visita do Oeste Catarinense, tornando-se também uma grande atração de visitantes e consumidores do Norte do Rio Grande do Sul e o Sudoeste do Paraná.
Para os presidentes das entidades, associar as marcas institucionais a marca da Chapecoense é a solidificação de todo um projeto que começou há muitos anos e que, através da participação direta de empresários chapecoenses, o clube se tornou uma grande empresa e cumpre, ainda, um imensurável papel social. Esse é o endosso do setor produtivo num trabalho que merece respeito e valorização, complementam os presidentes da ACIC, Josias Mascarello, da CDL, José Carlos Benini e, do SICOM, Marcos Antonio Barbieri.
Segundo afirma o presidente da Chapecoense, Sandro Luiz Pallaoro, o modelo de gestão do clube está pautado em exemplos de gestão dessas três entidades, o que fez com que o clube tratasse de forma profissionalizada a gestão.

Foto da esquerda para a direita: (Josias Mascarello – Presidente da ACIC, Marcos Antonio Barbieri – Presidente do SICOM, Sandro Luiz Pallaoro – Presidente da Associação Chapecoense de Futebol e, José Carlos Benini – Presidente da CDL)

Veja também

O cenário está pronto24/10/13 Força e vontade política, conhecimento acadêmico-científico e iniciativa empresarial. A união destas três hélices garante o desenvolvimento econômico sustentável, a partir da geração de indústrias limpas, tecnologia e inovação. “Pelo que podemos perceber este cenário já está preparado na......

Voltar para Notícias